Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

24/10/2006

Dia do Livro

Ser livre é...

Além do segundo turno das eleições para definir governadores e o presidente da República, neste 29 de outubro se comemora o Dia Nacional do Livro.
Um domingo para ler e refletir sobre a importância de fazer escolhas, após pensar sobre as propostas dos candidatos e observar a maneira como eles agem.
É muito importante saber se os atos confirmam as palavras do candidato.
Muitas vezes somos induzidos a crer nas palavras que não se confirmam nos atos. Daí vem o sentimento de ter sido traído, enganado.
Há quem se retraia após uma escolha mal sucedida. Resolve ficar neutro, sem tomar posição alguma.
E ainda encontra argumentos para não decidir por fulano ou beltrano.
"Não tomo partido porque quero ser livre para fazer críticas depois, quando os atos passarem a não confirmar as palavras", diz o argumento de quem resolve não votar ou anular o voto.
Será que não votar ou anular o voto liberta alguém?
Penso que não.
Ser livre é fazer escolhas.
Ser livre é tomar posição.
Se mais tarde a escolha não se revelar tão boa, a democracia permitirá fazer nova escolha. Até acertarmos o passo.
E você, o que pensa sobre ser livre?
Pense a respeito e deixe a sua opinião no blog.

4Enquanto você pensa para escrever, publico aqui trecho que trata de liberdade, em Um par de asas para Toby, que a menina Pamy (foto) está lendo:

"...Lalo, marido de Constança, já havia recebido proposta em dinheiro para anúncios, publicidade e promessas de carreira no cinema e na televisão para o cãozinho. Aos interessados, ia logo dizendo:
_ Toby é livre, ninguém faz a cabeça dele. Sua vida é correr na areia dessas praias de Peruíbe, fazendo aventuras com os amigos da esquadrilha da fumaça.

Amigos e Aventuras

Esquadrilha da fumaça?
Cruz credo, um cachorro aviador?
Nada disso, bem que Toby adoraria.
Na verdade, sonhava com um par de asas que lhe possibilitasse voar.
Mas ele se conformava em correr atrás da própria sombra, quilômetros e mais quilômetros de praia, derrubando guarda-sol, cadeira, caixa de isopor e tudo o mais que encontrasse pela frente.
Toby tinha a esquisita mania de correr atrás da sombra projetada pelo sol. Sentia imensa frustração por não poder voar. E os passarinhos pareciam desafiá-lo. Em bandos de quatro, às vezes oito, faziam manobras complicadas, bem rentes à água do mar. Alçavam vôo reto, para cima, e depois desciam sincronizados, juntinhos, desenhando formas geométricas, parecidas com as da esquadrilha da fumaça..."

4Coleção Toby - Livros Inclusivos, pioneira em tinta, braile, MP3 e na web (Rede Saci). À venda na Livraria Cultura.
. Um par de asas para Toby (2003)
. Toby e os mistérios da Floresta (2004)
. RaYcha, uma aventura na Amazônia (em preparação)

Um comentário:

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele