Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

31/12/2011

Paz Universal

No último dia do ano não passei muito bem pela manhã. Dor forte na coluna e sintomas de constipação intestinal que persistem desde o acidente com trauma na medula espinhal. As dores demandam o uso de analgésicos opióides e a depressão o uso de anti-depressivos. Ambos contribuem para piorar a má digestão.
Recebi os cuidados do enfermeiro Edu, do convênio médico, e da Cleydiane. Ela auxiliou-me no banho e a controlar a minha dor e o meu choro quando vi sangue em minhas mãos. Edu fez o curativo com o carinho de um irmão. Depois nos abraçamos e desejamos um ao outro um Feliz Ano Novo. Amanhã, Dia da Paz Universal, peço a presença do Espírito Santo em cada dia do Ano Novo para mim e para todas as pessoas que amo e para quem ainda amarei o suficiente para continuar recebendo as graças de Deus.

28/12/2011

MINHA MÃE parte II

Nesta manhã tive o privilégio de abraçar minha mãe bem apertadinho e lhe agradecer por todo o amor e fé inabaláveis como sempre nos conduziu, a mim, a meu irmão e a meu falecido pai.
A última palavra aqui em casa sempre foi dela.
Tenho me esforçado bastante para compartilhar com mamãe um pouquinho do muito que já dividimos juntas em quase meio século de vida em comum: trabalho, cuidados com a casa, com as pessoas da família, compras e tudo o mais que envolve o complexo mundo de uma dona-de-casa que nunca teve empregados pois sempre contou com a força e a saúde que lhe foi dada por Deus e com a minha presença constante, sobretudo depois do falecimento do papai.
Penso que sufoquei mamãe com tantos mimos e cuidados. Ah! Tenho saudades... Sempre gostei dos verbos fazer e cuidar. Agora conjugo o verbo reaprender, que implica em ser cuidada e fazer o possível.
Conto com a ajuda de pessoas amigas para cuidar de mim e auxiliá-la nas tarefas externas à nossa casa. Ainda não estou treinada para sair na rua com a cadeira de rodas. Moramos numa cidade que, a exemplo da maioria das cidades brasileiras, jamais estudou o espaço urbano sem barreiras arquitetônicas.
Pessoas com a disposição de luta da deputada federal Mara Gabrilli fazem falta. Ela é a primeira brasileira tetraplégica a iniciar a quebra de barreiras. Lembro-me quando entregou ao então prefeito eleito José Serra um projeto nesse sentido e ele lhe confiou a primeira Secretaria de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Urbana.
Por meio da ong que leva o seu nome, Instituto Mara Gabrilli, tive a alegria de ganhar uma cadeira de rodas e uma almofada muito leves e confortáveis que me possibilitaram, enfim, sair da cama, almoçar com mamãe e dividir algumas tarefas.
Hoje cortei os legumes da salada, enxuguei a louça, mediquei o Toby e escovei sua pelagem branca. Ficou parecendo um carneirinho.
Dia destes aprendi mais uma coisa: lavar o banheiro na cadeira de rodas. Bom demais para quem ainda carrega sequelas como feridas, dores e paralisia completa dos membros inferiores.
Enquanto finalizo esse texto, pois daqui a pouco receberemos a visita de um casal amigo, mamãe me entrega a correspondência deixada pelo carteiro.
Que sincronia!
Um cartão de boas festas da deputada federal Mara Gabrilli.
Ela escreveu: "...que em 2012 você possa trilhar o melhor dos caminhos, o dos seus sonhos".
Nossos olhos se enchem de lágrimas pois eu e mamãe sonhamos o mesmo sonho e penso que sonhar juntinho é o começo da realização.
Muito agradecida a todos que me possibilitaram passar mais este Natal, Aniversário da Fany e a passagem para o Ano Novo na simplicidade da minha casa.
Minha querida mãe num dia de sonho realizado: o lançamento do meu primeiro livro, "Um par de asas para Toby", na Praça de Eventos do Osasco Plaza Shopping. A pequena Pamela hoje está com 18 anos. Atrás dela o meu melhor amigo (ten. Mario Orlandini +). Ao lado dele o querido Mecchi, ilustrador dos meus três primeiros livros, o escritor Marcos Cezaretti e meu irmão José Lourenço.

27/12/2011

MINHA MÃE parte I

Tenho uma mãe dedicada e amorosa, sempre muito alegre, mesmo com o coração sangrando. Pequenina, ágil e graciosa como uma beija-flor. Seu nome é Fany e nesta quarta, 28, ela completa 91 anos de vida.
Não pude ir à loja São Pedro comprar o que deseja: um ventilador de teto para nosso quarto.
Liguei para lá, encomendei o modelo que eu sei que ela mais gostaria e combinei a entrega com o vendedor. Ele reconheceu a minha voz. Que maravilha ser lembrada pela voz. Há dois anos não saio de casa para comprar coisa alguma. 
Além da entrega e do pagamento combinamos um jeito de instalar o aparelho entre hoje e amanhã. Se não der não tem importância. Aprendi a fazer a minha parte e esperar. E como tenho esperado...
Na parte II concluo a minha homenagem para a minha mãe.
Hoje não dá mais para fazer coisa alguma. Estou com as pernas e a coluna rígidas, sem fisioterapia há muito tempo...
As feridas no glúteo começam a queimar como fogo e a reclamar mudança de decúbito. Preciso pedir ajuda para ir agora para a cama. 
Fany com geógrafos no lançamento do livro Uma Aventura na Amazônia - RAYCHA,
no Teatro Eva Herz, Livraria Cultura.
A mais pequenina entre os seguidores do mestre Aziz Ab'Sáber, meu orientador no livro.

Em tempo:

O amigo Wilson Procidelli encaminhou o eletricista Anésio. Ele instalou o ventilador com o maior carinho e nos distraiu com a sua presença amável e atenciosa.
Alberto nos visitou e entregou à mamãe uma bonita planta decorativa verde simbolizando a saúde. Dois cartões acompanhavam a plantinha, um para mim e outro para mamãe, assinados por ele, pela esposa Maria Helena e pelos filhos Victor e Vivian. Alberto é nosso fiel amigo da comunidade Bom Jesus Pastor. Desde que voltei para casa e comecei a organizar uma corrente de amigos e prestadores de serviços para nos auxiliar, ele tem acompanhado gentilmente mamãe nas compras mensais de suprimentos para nossa casa. É calmo, educado e silencioso como todo genuíno oriental.
Como é bom ter amigos e receber deles o carinho de irmãos. Coisas que Deus prepara em nossa vida enquanto cuida de nós até o final dos nossos dias, com o amor de Pai.


23/12/2011

Mensagens

Por ordem de chegada, recebi e agradeço mensagens com bons votos para o Natal e Ano Novo:

. Profa. Tia Neyde Pecchio, Quatá (SP)

. Sirlene e Dr. Antonio Travanca, Osasco (SP)

. Mara Gabrilli (IMG) - deputada federal (jornal do mandato)

. Câmara Municipal de Osasco - Presidente Aluisio Pinheiro, Vereador:
"Natal é crer na força do amor!..."

. Valmir Prascidelli - Vereador, Osasco

. Luiz Antonio de Souza - Superintendência Executiva do Bradesco

. Profa. Marta de Almeida Gil - Rede Saci (USP)

. Clara Faria - Diretora do Jornal A Rua

. Ana Maria, Diretora da Duograf

. Enfª Emilia Del Cistia, Hospital Albert Einstein

. Canadá Imóveis

. Primos: Verônica, Virgínia, Mariuza, Malu e Alexandre Itu (SP)

. Nicola Pelaccia e Família

. Mara Gabrilli, deputada federal: "Que em 2012 você possa trilhar o melhor dos caminhos: o dos seus sonhos".

Recordo com os leitores do Blog um momento feliz vivido
por mim em dezembro de 2005 e que inspirou essa mensagem

18/12/2011

Seguir Menino-Deus no Natal...


clicar sobre imagem para imprimir em A4

Ninguém precisa crescer dentro do coração

Desejo que os povos do mundo todo sigam
a mensagem abaixo, neste Natal.
No Ano Novo, convido os pais a colorir
com seus filhos os personagens da coleção Toby
para um 2012 repleto de cor e alegria.
Não deixem de ler juntos as aventuras do cão defensor
da natureza e das boas práticas com o meio ambiente,
começando pelo amor que devemos ter uns com os outros.

Gisele Pecchio
escritora

Ilustração Mecchi