Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

27/06/2011

Toby partiu mas é eterno no imaginário infantil

O cão Toby (foto) inspirou a criação da personagem Toby, protagonista das histórias da primeira coleção de livros acessíveis no Brasil, editados pela própria autora em áudio, tinta, braile+tinta ampliada.

Conheci Toby em 2001, na praia do Arpoador, Peruíbe (litoral sul de São Paulo). Em 2003, inspirada nas travessuras e popularidade do cão caiçara corredor e goleiro, escrevi o primeiro livro da coleção: "Um par de asas para Toby". 
No final de 2008, quando lançava o terceiro título: "Uma aventura na Amazônia - Raycha", Toby havia mudado com o filho Skip e seus "pais" para Florianópolis (SC).

Em 2010, fiquei quase um ano internada em hospital sem escrever e receber notícias do mundo das letras, das escolas, das crianças e do meu querido cão caiçara.

Em casa, há seis meses, soube pela Cibele ("mãe" do Toby) que ele havia nos deixado há quase dois anos. Fiquei triste com a notícia mas sei que no mundo espiritual está reservado um lindo lugar, no colo de Jesus, para seres cujas virtudes, índole e pureza não lhes permitiram tomar forma humana.

Fique em paz, Tobinho... Você já está eternizado no coração das crianças que leram e lerão as suas travessuras e ensinamentos sobre os cuidados que devemos ter uns com os outros e com o meio em que vivemos.

20/06/2011

1ª Palestra como Cadeirante


Recebi e confirmei presença para falar com alunos e professores da Emef Prof. Marechal Bittencourt (a primeira escola da cidade de Osasco), sobre o tema "Todos escrevem - A fala do povo", dia 22 de agosto, às 13h40. Este é o primeiro convite recebido por mim após 18 meses do trágico acidente que deixou-me paraplégica e com outras sequelas que venho tratando com medicamentos. Espero que a Secretaria de Educação consiga o transporte especial junto à CMTO para levar-me e trazer-me na cadeira de rodas. Ainda não aprendi a me vestir e a me calçar direito mas, à medida do possível, já piloto a cadeira em casa varrendo o chão e ajudando minha mãe na cozinha. Peço a Deus, logo, logo, ser chamada pela AACD-Osasco (já estou inscrita) para começar a me reabilitar e voltar ao trabalho como jornalista do quadro de carreiras efetivas da Prefeitura do Município de Osasco.
Também gostaria muito de ver meus livros nas mãos dos estudantes do ensino municipal, mesmo sendo eu uma autora independente cujos livros são editados também em audiolivro, braile e tinta ampliada, o que poucas editoras têm ousado fazer.

Prezada Gisele Pecchio,



A Secretaria Municipal de Educação de Osasco, em parceria com o Instituto Ciência Hoje, promove o projeto literário “Arte em palavras: seduzindo corações e mentes” referente ao Desfile Cívico e Militar de 7 de setembro. O projeto objetiva propicia aos alunos da rede municipal um contato prazeroso com os livros e com a literatura sob diferentes formas.

Para tanto, foram selecionados 152 títulos, distribuídos em 13 temas, abrangendo gêneros como drama, aventura, romance, poesia e quadrinhos. Serão disponibilizados mais de 23 mil livros para 14 mil alunos, de 55 escolas do município.


Um dos grandes diferenciais do projeto é que os estudantes não somente leem os livros e realizam discussões em sala de aula. Autores dos livros selecionados e também outros artistas, como atores, diretores e cineastas, vão até as escolas de Osasco e conversam com os alunos sobre suas obras e sobre o processo criativo da escrita.

Nas conversas, os autores estabelecem um diálogo informal com professores, gestores e alunos. A ação busca potencializar o estímulo à leitura e amplia a percepção do universo literário para o aluno. Ao ter contato com o processo criativo do artista, os estudantes também adquirem as ferramentas necessárias para a criação dos materiais que serão mostrados à comunidade.

Para tanto, gostaríamos de convidá-la para participar desse projeto conversando com os alunos da EMEF Prof. Marechal Bittencourt, sobre “Todos escrevem”, subtema de “A fala do povo”.


O encontro deverá ocorrer entre os dias 22 e 26 de agosto de 2011, nos horários de 10h ou 13h40. Solicitamos, por gentileza, que nos indique qual o melhor dia e horário para que possamos agendar.


Esperamos contar com a sua presença neste projeto.

04/06/2011

MEIO AMBIENTE E ECOLOGIA EM OSASCO

Neste 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia. Muito será falado sobre a importância do uso racional da água, já que as reservas próprias para o consumo dos habitantes do planeta se esgotam. Muitas mudas de plantas serão entregues à terra em favor do verde, enquanto árvores imensas serão arrancadas do solo em que habitam há centenas de anos pela força do poder do dinheiro que não raro passa por cima das leis, dos valores éticos e das boas práticas.
Porém, é importante lembrar que pensar no meio ambiente e na ecologia também inclui boas práticas no planejamento, uso e conservação dos espaços públicos e privados para que todos tenham livre acesso aos mesmos. Inclui pensar que um dia qualquer um de nós poderá ficar privado do acesso a esses espaços ou mesmo ser vítima do descaso para com os mesmos.
Dia destes, um deficiente visual caiu num buraco no Calçadão da rua Antonio Agu, centro de Osasco, a poucos metros da rua onde moro e que, a exemplo da maioria das ruas e espaços públicos e privados, não oferece qualquer chance de acesso para pessoas com necessidades especiais como cegos, idosos, cadeirantes e bebês em seus carrinhos. Um verdadeiro perigo circular pelas ruas cujas calçadas são ocupadas por imensos postes, quase da largura da calçada, ou por montanhas de sacos de lixo e entulho a qualquer hora do dia.
Moro na rua Lanciotto Viviani há 50 anos e jamais entendi como foi autorizada a fixação do enorme poste no meio da calçada na lateral do Centro de Ofertas, prédio onde já funcionou o antigo EPO - Escritório de Planejamento de Osasco. Há alguns anos, também foi autorizada a fixação de um poste gigante no meio da calçada da mais nova loja Marabraz. A loja é nova mas não segue o padrão ABNT de acessibilidade.
Atenção senhores legisladores e servidores responsáveis pela implantação e cumprimento de normas com padrões universais de acessibilidade! Esse tema também é pensar no meio ambiente e na ecologia.
Ilustração de J.C.MECCHI com paisagem da artista plástica Gladys Ometto, do livro "Uma Aventura na Amazônia - Raycha". Aula do ambientalista Aziz Ab'Sáber, um dos maiores pensadores brasileiros, num dos capítulos do livro. "Senhores políticos, é preciso pensar o nacional, o regional e o setorial para servir bem aos interesses da Pátria", diz o nosso querido professor hemérito do IEA-USP.