Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

01/09/2009

Bembelelém

   A lei municipal 14.925 instituiu na cidade de São Paulo o Dia Municipal do Braille, a ser comemorado anualmente no dia 3 de setembro. O objetivo é favorecer a reflexão e a discussão, por meio de eventos próprios, sobre questões relacionadas à educação, empregabilidade e inclusão social das pessoas cegas e com baixa visão. A lei foi sancionada em 12/5/2009 em homenagem aos 200 anos de Nascimento de Louis Braille, inventor do sistema de escrita e leitura por meio de pontos em relevo.

   No Brasil, o sistema Braille foi introduzido em 1850 por José Alvarez de Azevedo (1834-54), na cidade do Rio de Janeiro, após estudar na escola parisiense de Louis Braille.  Ele foi o primeiro professor brasileiro cego e organizou a primeira escola para cegos na cidade onde nasceu e morreu, precocemente, sete meses antes de inaugurar o Imperial Instituto de Meninos Cegos, mais tarde denominado Instituto Benjamin Constant.

   O patrono da educação de cegos no Brasil e o primeiro professor cego brasileiro, José Alvarez de Azevedo, ainda não recebeu o mérito da sua importante contribuição à educação brasileira de cegos. Nem a escola idealizada por esse educador levou o seu nome e sim de um militar estadista. Encontrei apenas uma instituição de cegos que leva o seu nome, na capital do estado do Pará, o Instituto de Cegos José Alvarez de Azevedo. Parabéns Belém pela merecida homenagem a um educador de reconhecidos méritos e que foi esquecido como são esquecidos tantos valorosos educadores nesse imenso país de curta memória...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele