Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

27/07/2015

DON'T CRY FOR ME ARGENTINA


Para mim, a mais bela interpretação desse clássico é de Suzan Erens. Enjoy!

Jul, 26, 2015 Sessenta e três anos da morte de Eva Perón (7/5/19 a 26/7/52). Atriz, política e primeira-dama argentina no governo de Juan Domingo Perón (8/10/1895 a 1º/7/74). Como esquecer a interpretação da inglesa Julie Covington (1976) e de Elaine Paige, na estreia nos teatros (1978). Evita, personagem criada pela própria ativista política Eva Perón, é um musical inesquecível, por causa da música Don’t cry for me Argentina, uma pérola escrita por Tim Rice com arranjos musicais de Andrew Lloyd Webber. Clássico eternizado no cinema, décadas após (1996), pela cantora Madonna e o ator Antonio Banderas.
A lembrança da morte de Eva me trouxe à memória eu cantando essa música durante uma aula em que o professor, hoje médico-cirurgião cardiovascular famoso, me pediu para cantar depois de nos ensinar a letra. Ele perguntou à classe quem gostaria de cantar e uma colega me cutucou e disse: “ela canta”. Pobre de mim, minha timidez e falta de talento para o canto foram expostos em silêncio absoluto por parte dos colegas. No final, venceram a minha emoção e a bela letra trazida ao nosso conhecimento pelo meu eterno, sempre lindo e inesquecível professor. “...You won’t believe me. All you’ll see is a girl you once knew...”

Um comentário:

  1. Nota: Claudia, a cantora brasileira mais premiada em festivais internacionais, ficou nos palcos por quase três anos interpretando Evita, seu maior sucesso de público e crítica. Em São Paulo, assisti no então Palladium, casa de espetáculos. Essa cantora é espetacular e merece ser lembrada sempre.
    http://www.cantorasdobrasil.com.br/cantoras/claudia.htm

    ResponderExcluir

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele