Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

04/05/2011

Amigas?

- Amigas? - perguntou o médico-cirurgião de coluna que me operou para um grupo de amigas que estava no meu quarto, dias após eu ter saído da UTI. Lembrei-me do semblante dele, já acostumado com histórias como a minha. No começo são muitos os amigos. Com o passar do tempo temos por nós Deus e a nossa mãe. Feliz daquele que ainda tem uma mãe como eu tenho a minha.

Liguei para uma dessas amigas para desejar-lhe Feliz Páscoa e para reforçar o valor de uma amizade e o apreço que tenho pela família dela, em especial a mãe, uma maravilhosa e batalhadora dona-de-casa. Ela disse-me: "não teria sido melhor você ficar no hospital, internada não daria menos trabalho à sua mãe?". É, talvez se um dia ela ficar longe da filha, por motivo de doença, entenderá o quanto minha mãe sofreu na minha longa ausência. Soube que não dormia e não comia. Nem ela nem o nosso cãozinho. Hoje ainda sofremos muito mas estamos juntinhos, até quando Deus quiser.

Na foto, eu e mamãe no Sesc Vila Mariana com os amigos Mario, Malu e dona Cota. Eles oram por mim todos os domingos, às 19 horas, e jamais deixaram de me ligar ou visitar. Malu e Mario são gêmeos, ele é leitor dos meus livros em braile.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele