Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

31/07/2008

TOBY NA CBN









Em 9/10/2003 fui entrevistada por Adalberto Piotto, um dos melhores âncoras do radiojornalismo brasileiro, no programa CBN Total, do sistema Globo de radiodifusão. Foi a minha primeira entrevista. A minha estréia. Relembro aqui um trecho dela.

ENTREVISTA
Adalberto – De acordo com o educador Paulo Freire, “a leitura do mundo precede a leitura da palavra e a leitura dessa implica, sempre, na continuidade da primeira”. Você concorda com esse pensamento?
Gisele – Sim. Quem lê se liberta da fome, da miséria e da necessidade da caridade.

Adalberto – Você acredita que os pais hoje têm noção da importância de incentivar a leitura infantil?
Gisele – Nesses dias que tenho autografado o meu livro tenho tido muito contato com crianças e pais e percebido que os pequenos se interessam muito mais por leitura do que os adultos. As crianças têm interesse sim, mas precisam de um incentivo, de um empurrãozinho. Ontem, um menino que estuda numa escola da periferia da cidade de Osasco disse-me que economizou na cantina para comprar o meu livro...

Adalberto – Você começou a ler com livros ou gibis?
Gisele – Comecei com Reinações de Narizinho. Ganhei-o do meu pai. Monteiro Lobato é o escritor mais importante lido por mim. Também lia revistinhas, a maioria de histórias importadas... Nesta semana mesmo, em que se comemora o Dia das Crianças e deveria haver opções variadas para oferecer aos meninos e meninas, vemos nas vitrines das livrarias brasileiras como único destaque o livro infantil lançado pela Madona... Você não encontrará escritores e personagens brasileiros em destaque.

Adalberto – Não vai encontrar por quê? As livrarias não encomendam ou os autores não se sentem incentivados a escrever?
Gisele – Posso falar da minha experiência. Esse é o meu primeiro livro e encontrei muitas dificuldades. Quando procurei as editoras, sequer recebi resposta ou disseram que iam responder somente em novembro de 2003. Quando, enfim, responderem encontrarão o livro pronto porque acreditei no meu sonho. Um par de asas para Toby é a realização de um sonho e investi nele. Meu livro está pronto e está sendo lançado na semana em que se comemora o Dia dos Animais, da Natureza e das Crianças.

Adalberto – Qual é a editora?
Gisele – É uma publicação independente. Eu mesma fiz. Inicialmente queria uma obra patrocinada para doar às crianças, no seu Dia. Mas não consegui e hoje as próprias crianças economizam na cantina da escola para comprar o meu livro. Mas faço um apelo aos políticos brasileiros, aos pais, aos empresários com faturamento importante, que comprem livros e dêem às crianças, que ajudem os autores nacionais e valorizem as personagens brasileiras. O Brasil precisa disto e as crianças gostam de ler, elas só precisam de um estímulo.
Adalberto - É um livro para crianças de qual idade?
Gisele – É para crianças de todas as idades. Os pais têm o dever de ler para a criança ainda não alfabetizada. É uma forma de incentivá-la. Tenho vendido livros até para crianças de 5, 6 anos de idade, que são atraídas pelas cores dos desenhos. Isso porque o meu livro foi muito bem ilustrado pelo desenhista José Carlos Mecchi, que encontrou uma forma apropriada de caracterizar as personagens, em estilo HQ (história em quadrinho), o preferido das crianças.

Adalberto – Um par de asas para Toby é a história ...
Gisele – ... das aventuras de um cão e seus amigos pássaros que habitam a Serra dos Itatins, na Juréia, que fica na cidade de Peruíbe, um dos locais mais lindos da Mata Atlântica, preferido por ecologistas do mundo todo. Que as crianças conheçam o meu livro e através dele sejam atraídas a conhecer a Mata Atlântica e a defender, no futuro, o pouco que resta dessa reserva natural.

Adalberto – A julgar pelos desenhos, o cachorro Toby tem lá o ar simpático de um bom vira-lata, não é?
Gisele – O ex-ministro José Serra diria que ele é um autêntico genérico ...

Adalberto – [risos]
Gisele – ... Conheci o cãozinho "genérico” na praia e ele me encantou porque é uma graça de cachorro e tem essa rotina de correr atrás dos pássaros, apostando corrida. E os pássaros o desafiam, parecem aviõezinhos usados para acrobacias aéreas. O cão e os pássaros têm hora marcada para brincar, sempre de manhã e no final da tarde. E quando escrevi a história, este ano, o Bush estava empreendendo seus planos de bombardear Bagdá, em ataque aéreo. Daí pensei ... os animais utilizam seus dons para nos alegrar e divertir e o homem utiliza esse mesmo dom, infelizmente, também para a destruição.

Adalberto – O Toby existe?
Gisele – Sim. Ele existe e muitas crianças que leram o meu livro disseram-me que irão a Peruíbe conhecer a Juréia para ver o Toby correr na praia ...
Opiniões dos ouvintes e do âncora do CBN Total, enviadas por e-mail
Gisele, ouvi sua entrevista na CBN antes do dia das crianças mas não pude entrar em contato antes; fiquei muito contente em saber que tem autores brasileiros se dedicando em escrever para crianças. Parabéns! Marcelo Duilio do Nascimento

Seu trabalho nos chamou a atenção pelo idealismo que colocou nele. O que fizemos foi apenas dar espaço a uma escritora talentosa com um trabalho bonito e que agradou nossos ouvintes. Adalberto Piotto

Não sei desde quando não lia um livro para crianças. Aliás, não me lembro em adulto ter lido um. E só li "Toby" por você. Não imagina o bem que me fez. Voltei a tempos que já lá vão... Lembranças belas, mas adormecidas, de minha infância, reviveram em mim. Obrigado por isso. Antonio Coutinho

Ficamos muito orgulhosos ao ler os votos de congratulações dirigidos a você e os elogios feitos a sua obra Um par de asas para Toby pelo vereador Manoel Edvan Cerqueira. Tudo isso é muito merecido pelo seu grande esforço e interesse pelas crianças. Desejamos-lhe pleno sucesso em sua carreira de escritora. Sinceros parabéns. Estamos orgulhosos de você. Fundação Bradesco

Foi com grande alegria que recebi a notícia, através do fax enviado para a Escola Larizzatti, datado de 23 do corrente, de que você alcançou mais uma vitória das muitas que ainda lhe virão, porque você acredita no seu sonho. Tudo pode se realizar quando de "verdade sonhamos com um par de asas que nos leva a voar, cortando o infinito céu azul", e nos esforçamos para sua concretização. Parabéns!!!!! Você merece!!!!! Seu 1º livro infantil, Um par de asas para Toby, atenderá com certeza toda a clientela de leitores infanto-juvenis, não só pela aventura que narra, bem como enriquecerá sobremaneira os trabalhos que o professor poderá desenvolver em sala de aula como livro paradidático, pois nele está inserido temas transversais como Meio Ambiente, Saúde, Atualidade, que aplicado de forma interdisciplinar(abrange todas as disciplinas: Língua Portuguesa, História, Geografia, Arte, Educação Física, Matemática, Ciências) trará benefícios não só no processo ensino aprendizagem, como também na formação da cidadania do educando. Fico feliz por você, e agradeço se de alguma forma eu pude contribuir para essa tarde de autógrafos que ocorrerá, e com satisfação estarei presente para homenageá-la. Creio que não fiz por merecer essas suas palavras de gratidão, mas pode ter certeza que continuarei me empenhando para a divulgação desse seu livro. Com carinho, Profa. Magali Piazza Giaquinto

Demorei a responder porque estava fora. Por isso, não fui, também, à sua manhã (ou tarde?) de autógrafos. Fico feliz em saber de tantos avanços! Parabéns duplos, triplos, quádruplos, etc. Recebi o livrinho e é, realmente, um prêmio a tanta dedicação. Que seja o primeiro de muuuuuuitos. Fiquei honrada com o rodapé! Agora, me diga como posso comprar os restantes 5 livrinhos - nasceu uma sobrinha-neta, desde a última vez que "falamos". Um beijo e sucesso. Cecília Zioni
Ouvi sua entrevista hoje e gostaria de parabenizá-la pela garra e por correr atrás de um sonho. É por aí, mesmo! Fiquei muito emocionada com a história e gostaria muito de ter seu endereço e poder lhe enviar um presente: um marcador de página em origami. É um São Francisco. Tenho certeza que você vai gostar! Ele, com certeza, vai lhe trazer a mesma sorte e magia que está trazendo para nós. Beijos e aguardo um retorno, Jac Lopasso

A minha sobrinha gostou muito do seu livro. Ela não sabe ler, mas através dos desenhos ela entendeu o texto. Em alguns momentos ela reproduzia a estória para a vovó (minha mãe). Um beijão. Gildo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele