Toby Collection, pioneer in accessible for children gisele.jorn@uol.com.br

Loading...

27/07/2014

BECKER: DAMA DO TEATRO É PRIMA DA DAMA DA EDUCAÇÃO

Tive a honra de ser aluna da Profa. Maria Helena Becker, prima de Cacilda Becker (1921-1969), grande dama do teatro brasileiro. Uma professora linda, educada, elegante, todas as qualidades de uma dama. Lembro-me com saudade dela porque amava ensinar e gostava dos seus alunos.
 
Na primeira série, eu e colegas de classe fomos torturados por uma bruxa em forma de professora. Nos batia com enorme régua de madeira, puxava nossas orelhas e cabelos. Na 4ª série, do então 2º Grupo Escolar de Osasco (SP), conheci o que é uma professora de verdade. Ela nos deixou quase na metade da série. Sua prima Cacilda Becker  faleceu e nossa professora pediu transferência para a Capital. Nunca mais soube dela. Igual a Cacilda, tinha uma particularidade: comia muito pouco.
 
O ator, diretor e professor de teatro Ziembinski dizia que Cacilda "tinha a fragilidade de uma flor de estufa. Alimentava-se com um ovo e um pedaço de carne". Minha professora comia um ovo e um tomate com a elegância de quem degustava a mais nobre iguaria da culinária.
 
Cacilda morreu há 45 anos, no intervalo da peça "Esperando Godot" na qual era a protagonista, representava Estragon. Tenho certeza que minha professora Maria Helena ainda vai me dar notícias. Deve estar aposentada, elegante e atual.

Escrevi este texto depois de conversar com a amiga Cecilinha. Ela estudou em outra escola e quer saber o nome da bruxa que nos torturava na 1ª série. Disse a ela que mais vale falar do belo e do bem. A Profa. Maria Helena, sucedida pela Profa. Ana Laura, outra delicadeza de mulher, ajudaram a mim e meus colegas a curar parte dos nossos traumas. Digo parte deles porque eu e mais algumas colegas carregamos até hoje uma criança tímida e assustada dentro de nós.

Naquela época, década de 60, apanhávamos e nossas mães retribuíam a professora com uma rosa ou uma maçã para que não nos maltratasse. Tempo duro. Tempo de chumbo. Não havia a organização e proteção aos alunos que existe hoje. Porém, hoje os professores é que apanham dos alunos. Tempo duro. Tempo de chumbo. Somente mudaram os atores e os papéis.


                                   A maior dama do Teatro Brasileiro: Cacilda Becker
 
nota: Ziembinski (1908-1978) nasceu na Polônia mas naturalizou-se brasileiro. Foi o responsável por trazer obras de importantes dramaturgos internacionais ao teatro nacional. Foi professor da Escola de Arte Dramática da USP.   




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pela sua presença. Abraço meu, Gisele